Sem título

Faz um tempinho que não me dá vontade de escrever… Na verdade, eu não sou uma pessoa da escrita. Gosto de ler, de falar, conversar, cantar, apreciar, mas escrever não é lá uma grande necessidade… Mas é uma necessidade que aparece raramente, mas quando aparece, é uma daquelas que não pode ser adiada. Não consigo substituir por nada, e às vezes nem tenho muito o que falar, que é o caso agora.

Ultimamente venho tendo problemas pra dormir, o que é normal, é uma coisa que eu sempre tive, desde pequeno. Deito na cama e o sono não vem, fico pensando mil coisas, revivendo outras, fazendo planos, vivendo situações imaginárias, etc. Eu mesmo me faço companhia na cama, fico dialogando comigo mesmo dentro da minha cabeça. Mas sabe aquelas épocas em que a gente fica de saco cheio da gente mesmo? Acho que é isso que eu tô sentindo, preciso de férias do Leonardo, do leohamasaki, de mim. O que eu posso fazer? Talvez eu precise de um amor, mas minhas tentativas mais que frustradas no universo das relações amorosas me deixaram totalmente desesperançoso nesse sentido.

E para piorar tudo, já faz um bom tempo que estou completamente apaixonado por uma pessoa, e ele não percebe… Ou percebe e não quer nada. E na verdade sei que ninguém é obrigado a perceber nada, sei que eu deveria ir atrás, me fazer perceber e tudo mais, mas esse é um problema que eu tenho… Não gosto de pensar na possibilidade de ser rejeitado. Já sou velho pra isso, mas é algo que ainda não aprendi a lidar. Um dia ainda vou quebrar a cara por causa disso, mas eu realmente não sei como proceder. O Vic sempre me dizia que eu estava esperando meu príncipe encantado, e isso já deve fazer uns 4, 5 anos, vem da época em que a gente conversava praticamente todos os dias e praticamente sobre todos os assuntos. E eu acho que até hoje eu tô esperando. Não acho, eu tenho certeza. Até hoje eu deito a cabeça na cama e me pergunto quando é que ele vai chegar. Como e quando eu vou parar com isso eu não sei, mas sei que preciso, é uma urgência. Essa pessoa da qual eu gosto não é uma que parece que vá tomar alguma atitude algum dia, então vou ficar esperando até quando para fazer alguma coisa? Também não sei.

A minha vida anda tão sem rumo que eu ando me sentindo muito perdido mesmo. Talvez seja essa a razão de eu não querer me fazer companhia mais. Mas vou ter que aprender a lidar comigo mesmo, a olhar para dentro de mim, reconhecer tudo aquilo que preciso e ir atrás. Até porque príncipes encantados em cavalos brancos não existem. E não estou somente falando dos príncipes que me satisfarão amorosamente, mas aquele emprego, aquela oportunidade, aquele curso. A metáfora serve para tudo.

[Talvez o post tenha soado bastante desconexo, mas é porque o escrevi enquanto conversava com dois amigos muito importante, talvez os dois mais importantes da minha vida atualmente.]

 

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s